A Gallo Worldwide utiliza cookies nos seus sites para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Saiba mais sobre Cookies

Benefícios do Azeite

O azeite vs outras Gorduras

Gorduras
Existem gorduras de origem animal, como as manteigas e a banha de porco e gorduras de origem vegetal, que englobam as margarinas, os cremes vegetais para barrar, os óleos e o azeite de oliva.

Na composição química de cada gordura estão essencialmente presentes três tipos de ácidos graxos: saturados, polinsaturados e monoinsaturados.

Os saturados são piores para a saúde pois são difíceis de digerir e podem causar problemas no sistema circulatório;

Os monoinsaturados são os que o organismo melhor tolera, por serem os mais "equilibrados" e, consequentemente, os melhores para a saúde, porque são suficientemente estáveis e raramente originam lesões celulares (não promovendo a formação de radicais livres) e são facilmente digeríveis. O seu consumo está associado com a diminuição da fração LDL do colesterol sanguíneo ("mau colesterol") e com a manutenção da integridade celular;

Os polisaturados são facilmente digeríveis mas oxidam mais facilmente no organismo que os monoinsaturados, formando radicais livres (compostos que reagem com o oxigénio, não sendo tão benéficos para as células).

Que tipo de gorduras nos fornecem os alimentos?
• Gordura Saturada
• Gordura Polinsaturada
• Gordura Monoinsaturada
• Ácidos Graxos trans
• Gordura Hidrogenada

Importância das gorduras
As gorduras encontram-se em todas as células animais e vegetais e podem sintetizar-se a partir dos hidratos de carbono. Nem todas as gorduras são prejudiciais e não devemos excluí-las de nossa alimentação, pois são a principal fonte de energia. No contexto de uma alimentação saudável, as gorduras provenientes de diferentes alimentos são essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo e, quando consumidas nas proporções recomendadas (não excedendo os 30% do valor energético diário), são bem toleradas e têm diversos benefícios.

As gorduras são uma fonte de energía e ácidos graxos essenciais, ajudando na absorção de algunas vitaminas lipossolúveis (vitaminas A, D, E, K),  estimulam a secreção da bílis, melhoram o funcionamento da vesícula biliar e retardam o esvaziamento do estômago, aumentando a sensação de saciedade e consequentemente diminuindo a quantidade de alimentos consumidos.

No entanto, quando consumidas em excesso e desregradamente, os efeitos prejudiciais são muitos e refletem rapidamente no nosso estado de saúde e bem-estar.

O azeite de OLIVA vs outras gorduras
As gorduras de origem animal como a manteiga e a banha, caracterizam-se pela dominância dos ácidos graxos saturados na sua composição (sólidas à temperatura ambiente).

As gorduras de origem vegetal como as margarinas e os óleos, caracterizam-se pela forte presença de ácidos graxos polinsaturados (líquidos à temperatura ambiente) na sua composição graxa.

O azeite de oliva é também uma gordura vegetal, mas a única que é maioritariamente formada por ácidos graxos monoinsaturados (principalmente ácido oleico). Para além da sua composição graxa única, o azeite de oliva é também rico em polifenóis* que contribuem para a proteção de lípidos no sangue contra as oxidações indesejadas. São estas duas características que tornam o azeite de oliva na gordura mais saudável.

*o efeito benéfico é obtido por uma dose diária de 20mg de azeite de oliva.

Pode substituir o uso de margarina / manteiga por azeite de oliva, de acordo com as seguintes equivalências:

tabela_conversao_margarina

 

O azeite de oliva

Sumo oleoso extraído de azeitonas sãs e em perfeitas condições de maturação, por processos unicamente mecânicos, líquido à temperatura ambiente, de cor entre o verde e o amarelo.

tabela_valores_nutricionais_2015

O óleo

Os óleos vegetais são líquidos oleosos extraídos de plantas oleaginosas, em geral das suas sementes ou frutos. Posteriormente, passam por processos químicos e físicos de refinação.

A margarina

A margarina e os cremes vegetais são uma emulsão (uma mistura homogênea) de água em óleos 100% vegetais.

O processo de produção de margarina e dos cremes vegetais para barrar consiste em misturar óleos vegetais com água e sal. Posteriormente esta mistura é gradualmente arrefecida e a emulsão torna-se semi-pastosa. Atualmente, o processo de produção da margarina não passa pela fase de hidrogenação e por isso não contem gorduras trans. Por lei, para se designar "creme vegetal" este deverá ter um valor de gordura inferior a 80%. Se tiver um valor de gordura superior a 80% e um máximo de 16% de água, designa-se por margarina.

 

A manteiga

A manteiga é feita com a fração graxa do leite. É feita a partir das natas do leite e pode ou não levar sal. Atualmente é obtida exclusivamente pela batedura e malaxagem de natas pasteurizadas e derivadas exclusivamente do leite de vaca.

Em primeiro lugar, o leite é desnatado e as natas são aproveitadas. Estas são pasteurizadas e batidas, e a gordura é separada do que resta de leite, dando origem aos grãos de manteiga; posteriormente a manteiga é lavada, salgada e por último amassada. A malaxagem considera-se completa quando a manteiga perde o aspecto granuloso, e apresenta textura uniforme e cremosa. 

Siga-nos
em todo o mundo
Assinatura Newsletter
Enviar
X OLÁ Pedimos um minuto da sua atenção

Fale Conosco
para mais informações Contato